Home / Imprensa / Notícias / Trabalhadores da ENH celebram seu dia

Trabalhadores da ENH celebram seu dia

Trabalhadores da ENH celebram seu dia

Maputo, 16 de Maio de 2018 - Dezenas de trabalhadores da Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (ENH) juntaram-se para comemorar o 1º de Maio, Dia Internacional do Trabalhador, que decorreu num ambiente de festa, com os participantes a exigir melhores condições de trabalho.

As celebrações começaram com a concentração dos trabalhadores logo nas primeiras horas da manhã, na baixa de Maputo, donde iniciou a marcha, seguindo as avenidas Karl Marx, 25 de Setembro e Guerra Popular, desaguando na Praça dos Trabalhadores, com a saudação dos representantes do Governo e dos sindicatos, sentados na tribuna.

Após o desfile, os trabalhadores brindaram com o Presidente do Conselho de Administração (PCA), Omar Mithá, por ocasião da data.

Falando na ocasião, o Secretário do Comité Sindical da ENH, Rudêncio Morais, considerou que “este é um dia muito especial e a nossa principal mensagem nessa data é de saudação aos trabalhadores pelo seu engajamento no processo de constituição e crescimento da empresa, em todos os sectores. Somos uma empresa em crescimento e isso deve-se ao empenho de cada um dos trabalhadores”.

Contudo, o líder sindical considera haver ainda desafios por ultrapassar: “há uma necessidade contínua de formação de técnicos de modo a responderem aos desafios impostos pelo crescimento da empresa”, anotou.

Morais apelou ainda a melhoria das condições de trabalho, incluindo na implementação da política de promoções; a aprovação do regulamento interno; entre outras preocupações.

Na sua intervenção, o PCA da ENH saudou os trabalhadores e disse que eles são a prioridade da empresa. “Qualquer empresa pode comprar computadores e softwares, mas se não tiver pessoas dedicadas ao trabalho, essa empresa ficará na falência”.

Omar Mithá lembrou que a ENH sempre apostou na melhoria das condições laborais, o que “demonstra, de forma irrefutável, que a empresa está preocupada com a situação dos trabalhadores”.

“O que nós queremos é caminhar juntos e encontrarmos sempre um equilíbrio que será satisfatório para as partes, dentro das condições da empresa para que esta seja sustentável e não caia na falência”, acrescentou ele.
Ainda na sua intervenção, Mithá defendeu uma participação mais significativa da ENH nos projectos onde se encontra envolvida. “Temos que ter activos e não sempre dependermos dos parceiros nos darem uma participação minoritária”, rematou.

  • Currently 0 out of 5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Rating: 0/5 (0 votes cast)

Thank you for rating!

You have already rated this page, you can only rate it once!

Your rating has been changed, thanks for rating!

Log in to rate this page.

  • %ª Edição do MMEC

    %ª Edição do MMEC