Home / Imprensa / Notícias / Moçambique deve prevenir-se da “Doença Holandesa” - Mithá

Moçambique deve prevenir-se da “Doença Holandesa” - Mithá

Moçambique deve prevenir-se da “Doença Holandesa” - Mithá

Maputo, 25 de Julho de 2017 -  O Presidente do Conselho de Administração (PCA), Omar Mithá, defende a necessidade de Moçambique tomar medidas vigorosas visando prevenir a ocorrência da doença holandesa como resultado do desenvolvimento do sector de petrolífero no País.

Falando recentemente durante um encontro com o Conselho Consultivo do Ministério dos Transportes e Comunicações (MTC) visando dar a conhecer o ponto de situação da indústria em Moçambique, Mithá disse ser importante Moçambique prevenir-se da situação em que os ganhos de divisas de forma extraordinária possam conduzir a importação de todos os bens, em prejuízo à agricultura, turismo e outros sectores importantes para o desenvolvimento. Nessa reunião, os membros do Conselho Consultivo do MTC eram liderados pela Vice-Ministra, Manuela Rebelo.

Segundo referiu, estas situações, também conhecidas como “doença holandesa”, afectaram alguns países com abundância de recursos petrolíferos.

Para isso, Omar Mithá disse ser necessário ter instituições fortes bem como investir em outras áreas vitais para a economia, incluindo no combate a corrupção e na formação de pessoal.

“Com base nas experiências dos outros países temos a chance para nos preparamos para que as oportunidades sejam bem aproveitadas. Esta é uma discussão de natureza nacional, referiu, Omar Mithá.

A realização desta palestra enquadra-se nas acções do Gabinete de Comunicação e Relações Públicas (GCRP) visando a disseminação de informação relativa aos projectos do sector de hidrocarbonetos.

Durante a palestra, Omar Mithá, no que diz respeito a visão de desenvolvimento de médio e longo prazo, apresentou alguns desafios para projectos estruturantes do sector, incluindo sobre alternativas de transporte de gás em todo o país, como é o caso do recurso a mini-unidades de transporte de LNG, estando neste momento a decorrer estudos e avaliações de opções tendo em conta experiências de outros países.

Nesta palestra, o PCA da ENH fez-se acompanhar pela Administradora de Engenharia e Desenvolvimento de Projectos, Tânia Munhequete, pelo Director Executivo da empresa Portos de Cabo Delgado, Amad Valy, pelo Director para a área de Novos de Negócios, André da Silva, pelo Director Comercial e de Marketing Regional e Doméstico, Acácio Langa, e a Directora do Gabinete de Comunicação e Relações Públicas, Esperança Macovela

  • Atualmente 0 de 5 estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Avaliado: 0/5 (0 votos realizados)

Obrigado por avaliar!

Você já avaliou esta página, você só pode avaliar uma vez!

Your rating has been changed, thanks for rating!

Log in to rate this page.

  • %ª Edição do MMEC

    %ª Edição do MMEC