Home / Imprensa / Notícias / ENH quer contribuir para tornar Moçambique numa fonte estratégica de energia na região

ENH quer contribuir para tornar Moçambique numa fonte estratégica de energia na região

ENH quer contribuir para tornar Moçambique numa fonte estratégica de energia na região

Maputo, 7 de Junho de 2017 - O Presidente do Conselho de Administração (PCA) da Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (ENH), Omar Mithá, disse que a empresa pretende incrementar a sua contribuição de modo a tornar Moçambique numa importante fonte energética ao nível da África Austral e Oriental.

Falando recentemente no Fórum Empresarial de Energia Moçambique – Noruega, que teve lugar em Oslo, Mithá falou dos projectos em curso no sector energético nacional e do objectivo de Moçambique ser uma referência regional enquanto fornecedor de gás natural aos países dohinterlande outros que não dispõem desse recurso. 

“As enormes reservas de gás natural aliadas á boa localização geográfica tornam Moçambique mais atractivo aos mercados regional e internacional. 

O nosso sonho é impulsionar o estabelecimento de pólos industriais em várias regiões do País a base de gás natural, beneficiando não só Moçambique, mas também os países vizinhos”, disse Mithá. 

Organizado pela DVN GL e pela Norweagian Energy Partners (NORWEP), o Fórum Empresarial de Energia Moçambique – Noruega enquadra-se nas comemorações dos 40 anos da cooperação entre os dois países e o governo Moçambicano fez-se representar pela Ministra dos Recursos Minerais e Energia, Letícia Klemens, liderando uma delegação que incluiu representantes da ENH, do Instituto Nacional de Petróleos (INP) e da Electricidade de Moçambique (EDM). 

Na sua intervenção, Omar Mithá falou do ponto de situação do desenvolvimento dos projectos de gás natural da Bacia do Rovuma bem como sobre a situação da oscilação dos preços dascommoditiese o seu impacto no posicionamento dos projectos de LNG no mercado internacional. 

Nesse sentido, o PCA disse que o Governo de Moçambique está engajado na aprovação e finalização do pacote legal e contratual com vista a permitir a efectivação do desenvolvimento de projectos de liquefacção de gás natural. 

“Todas as empresas aqui presentes são convidadas a participar no desenvolvimento do país e que a ENH está disponível para avaliar potenciais áreas de parceria”, referiu ele. 

Omar Mithá explicou ainda que os projectos de LNG da Bacia do Rovuma permitirão o fornecimento de gás doméstico, sendo um dos exemplos disso a selecção de uma empresa norueguesa, a Yara, através de um concurso público, para desenvolver um projecto de produção de fertilizantes em Moçambique.

  • Atualmente 0 de 5 estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Avaliado: 0/5 (0 votos realizados)

Obrigado por avaliar!

Você já avaliou esta página, você só pode avaliar uma vez!

Your rating has been changed, thanks for rating!

Log in to rate this page.

  • %ª Edição do MMEC

    %ª Edição do MMEC