Home / Imprensa / Notícias / ENH e GALP passam em revista acordos de cooperação

ENH e GALP passam em revista acordos de cooperação

ENH e GALP passam em revista acordos de cooperação

Maputo, 02 de Fevereiro de 2017 – O Presidente do Conselho de Administração (PCA) da Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (ENH), Omar Mithá e o CEO da Galp Carlos Gomes da Silva reuniram-se, esta quarta-feira em Lisboa,  para discutir aspectos comuns de cooperação no âmbito do desenvolvimento dos projectos de hidrocarbonetos em Moçambique.

O encontro serviu para as partes passarem em revista os compromissos assumidos no acordo de cooperação rubricado em 2012, que prevê colaboração e concertação nos domínios técnicos e de negócio na gestão de interesses participativos das duas empresas nos projectos da Bacia do Rovuma.

O PCA da ENH classificou o encontro de positivo, tendo em conta as discussões e os consensos alcançados no que respeita aos investimentos para o desenvolvimento do Projecto Coral Sul (FLNG) bem como das expectativas em relação aos custos da primeira fase do Projecto Mamba e da implementação do Plano de Reassentamento.

“Outro aspecto revisto foi a nossa cooperação na área de formação e qualificação profissional de técnicos da ENH, manifestamos o nosso desejo em retomar as acções de formação já a partir de 2017” disse Omar Mithá acrescentando que “ estamos a entrar para uma fase fulcral rumo ao desenvolvimento dos projectos e a Galp já demonstrou capacidade em treinar os nossos colaboradores em matérias essenciais para melhor envolvimento e acompanhamento em toda a cadeia de valor”, referiu.

No encontro entre os dois gestores, a Galp manifestou interesse em estabelecer parcerias para o desenvolvimento de novos negócios na área downstream entre tais a instalação de plantas de regaseificação bem como na componente de desenvolvimento do conteúdo local.

A ENH manifestou abertura, tendo o PCA dado sinal sobre a necessidade de prosseguirem discussões a nível técnico com vista a se alcançarem futuros acordos.

A Galp está presente em Moçambique nas actividades de pesquisa e produção de hidrocarbonetos desde 2007 quando adquiriu 10% de participação no Bloco 4 da Bacia do Rovuma, operada pela ENI.

  • Atualmente 0 de 5 estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Avaliado: 0/5 (0 votos realizados)

Obrigado por avaliar!

Você já avaliou esta página, você só pode avaliar uma vez!

Your rating has been changed, thanks for rating!

Log in to rate this page.

  • %ª Edição do MMEC

    %ª Edição do MMEC